26J
Avalie esta notícia
Câncer de mama: novas informações sobre fatores de risco estudados pelo Institute of Medicine

A fundação Susan G. Komen for the Cure solicitou ao Institute of Medicine (IOM) uma revisão das evidências atuais de interações entre genética e ambiente em relação ao câncer de mama e dos desafios de pesquisas, uma exploração das ações baseadas em evidências para reduzir o risco desse tumor e recomendações de novas diretrizes para as pesquisas futuras.

De maneira geral, o IOM descobriu que grandes avanços foram feitos na compreensão do câncer de mama e de seus fatores de risco, mas que precisamos aprender mais sobre suas causas e como evitá-lo. As informações sugerem que as mulheres podem ser mais suscetíveis a alguns fatores de risco durante certas fases da vida.

Dos fatores ambientais analisados, aqueles com evidências mais consistentes de uma associação com um risco aumentado para o câncer de mama incluem: radiação ionizante, terapia hormonal combinada com estrogênio e progestina, ganho de peso principalmente na pós-menopausa. Também foi observado que quanto maior a atividade física realizada, menor o risco. Para outros fatores, as evidências de estudos em humanos são limitadas, contraditórias ou ausentes.

O IOM concluiu que as mulheres têm algumas oportunidades para reduzir seu risco de câncer de mama por meio de ações pessoais, tais como:

Evitar radiações ionizantes desnecessárias ao longo da vida.
Evitar o uso da terapia hormonal combinada, quando possível.
Evitar o cigarro.
Limitar o consumo de álcool.
Aumentar a atividade física.
Minimizar o ganho de peso, principalmente na pós-menopausa.
Para fazer uma abordagem de estudos sobre o câncer de mama nos diferentes estágios de vida de uma mulher, foram feitas recomendações de pesquisa que incluem o desenvolvimento de melhores ferramentas para pesquisas epidemiológicas e testes com produtos químicos e outras substâncias que possam causar o câncer, além do desenvolvimento de intervenções eficazes de prevenção, melhores abordagens para modelagem de riscos do câncer de mama e melhor comunicação sobre os riscos de desenvolver este tipo de tumor.

2 comentários:

Preciosa Maria 19 de dezembro de 2011 02:05  

Olá!
Desculpe invadir seu espaço, mas gostei muito da maneira de sua expresão ao escrever..
Te sigo se permites
Votarei sempre....
Abraços
Preciosa Maria

Rosa flor do dia 19 de dezembro de 2011 04:06  

PRECIOSA MARIA, FOI UMA ALEGRIA SABER QUE PASSOU POR AQUI.
NA VERDADE É COMO DISSE: A FUNÇAO É AJUDAR PESSOAS A PASSAR PELO QUE PASSEI E AINDA PASSO. O BOM DISSO TUDO É QUE PASSA. [GLORIA A DEUS!!!!] BJOS.
VENHA SIM. VENHA SEMPRE, FALE O QUE QUISER. DA OPINIOES E ETC.
BJIM E FELIZ NATAL!

Quem sou eu

Minha foto
SOU COMO VOCE ME VE. POSSO SER LEVE COMO UMA BRISA,OU FORTE COMO UMA VENTANIA. DEPENDE DE QUANDO E COMO VC ME VE PASSAR. Clarice Lispector

Seguidores